Campanha contra as 5 violências

Nossa luta pela paz

12/9/10

Qual a diferença entre abuso sexual e exploração sexual?


O abuso é qualquer ato que ofenda a pessoa, extrapolando os limites do desenvolvimento ou exercício autônomo e sadio de sua sexualidade, visando unicamente à satisfação de um desejo sexual próprio do agressor. Ou seja: no abuso sexual o agressor procura unicamente satisfazer seus desejos mediante a violência sexual.

Por sua vez, a exploração é a obtenção de alguma vantagem, financeira ou não, diversa do prazer oriundo da violência. Caracteriza-se por ser uma relação mercantil, em que o agredido é considerado mera mercadoria.

 

criado por baiardodeandradelima    01:26:44 — Arquivado em: exploração sexual, violência sexual — Tags:

11/9/10

O que é exploração sexual no turismo?

A exploração sexual no turismo caracteriza-se pela organização, promoção ou participação em atividades turísticas que envolvam programas sexuais com crianças ou adolescentes. A atividade pode envolver tanto os turistas brasileiros como os estrangeiros. Embora considerado como uma das modalidades de exploração sexual comercial (Instituto Interamericano Del Nino-1998) esta violação de direitos não foi ainda tipificada penalmente no Brasil.

Eleito deputado federal por Pernambuco, irei criar leis duras para penalizar todos os crimes que violentem os direitos das crianças. É inadmissível que o Brasil transforme 250 mil crianças em prostitutas. E que Recife seja considerada a capital da prostituição infantil.

Não podemos mais tolerar essa crueldade. Fazer vista grossa. Pela impunidade dos traficantes e dos pedófilos, somos todos responsáveis - legisladores, justiça, governo, indústria do turismo, sociedade, igrejas. Somos todos cúmplices deste comércio imoral, vil, desonroso, perverso e satânico. 

 

criado por baiardodeandradelima    23:29:24 — Arquivado em: exploração sexual, pedofilia, violência sexual — Tags:

O que é Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes(ESCCA)?

É a utilização de crianças e adolescentes em atividades como a exploração no comércio do sexo, a pornografia infantil ou a exibição em espetáculos sexuais públicos ou privados, inclusive pela internet.

Essa prática se caracteriza por ser uma relação mercantil em que o explorador obtém alguma vantagem (financeira ou não) sobre a criança ou adolescente. Na ESCCA são usados meios coercitivos ou persuasivos e, por vezes, pode surgir a figura de um intermediário, que atua como aliciador.

A ESCCA não se restringe aos casos em que ocorre o ato sexual propriamente dito, mas inclui também qualquer outra forma de relação sexual ou atividade erótica que implique proximidade físico-sexual entre a vítima e o explorador. Nesse tipo de violação, o menino ou a menina explorados passam a ser tratados como um objeto sexual ou mercadoria. Assim, as vítimas ficam sujeitas a diferentes formas de coerção e violência – o que, em muitos casos, implica trabalho forçado e outras formas contemporâneas de escravidão (características mais relacionadas aos casos de tráfico para fins de exploração sexual).

É esse cenário de subjugação que os adultos, mais fortes, exercem sobre seres em desenvolvimento – e, portanto, mais fracos – que torna inadequado o uso do termo "prostituição" para identificar crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual. Ou seja, a prostituição depreende uma relação de consentimento entre dois adultos.
 

criado por baiardodeandradelima    22:55:12 — Arquivado em: exploração sexual, pedofilia, violência sexual — Tags:
Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://baiardo1524.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.